Comunicação

Muitas conquistas, trabalho e estudo: assim chegamos ao final do primeiro semestre

Publicado em : 28/06/2019

 

 

Muitas conquistas, trabalho e estudo: assim chegamos ao final do primeiro semestre

 

Olhando para os meses que já se passaram este ano, podemos afirmar que a escola Interamérica trabalhou intensamente, desenvolvendo em nossos alunos inúmeras habilidades que darão estrutura para que possam atuar de forma competente no mundo que está posto.

Nas diferentes salas, resguardando as suas respectivas idades, os estudantes da Interamérica agiram e refletiram sobre os diferentes objetos de conhecimento, buscando interrelacioná-los por meio de um olhar atento e investigativo. Compreender o mundo em que se vive e todas as relações existentes nele é uma tarefa árdua e exige que o estudante se envolva e dedique tempo. Tempo de observação atenta e exploração, tempo de levantamento de hipóteses, de trocas de percepções, de análise e reflexão e de validação dos conhecimentos construídos, num movimento contínuo e permanente de estudo, pesquisa e diálogo.

O espaço de aprendizagem é organizado para que nossos alunos possam desenvolver competências que auxiliam nas trocas de experiências que ampliam olhares, favorecendo assim que todos aprendam uns com os outros, por meio de um clima onde o respeito a si e ao outro impere sempre. Tempo e espaço foram pensados de forma integrada para que o movimento aprendente seja favorecido sempre.

Esta não é uma tarefa fácil de ser colocada em prática por nenhum dos agentes envolvidos no processo de ensinar e aprender em sociedade, em que todos os conflitos e contradições aparecem.

Sabendo da complexidade desse trabalho, nós da Interamérica, investimos maciçamente em nossa formação, pois acreditamos que é por meio do estudo e da pesquisa contínua de nossa equipe que iremos propiciar aos nossos estudantes esse espaço de aprendizagem dinâmico e favorável ao desenvolvendo do protagonismo, da curiosodade e da autonomia, para pensar e agir de forma ética e respeitosa consigo e com o outro.

Ao longo desse semestre, participamos de cursos dentro e fora do Brasil, promovemos estudos sobre a disciplina positiva e comunicação não-violenta, auxiliando nossos professores a compreenderem cada vez mais e melhor a relação entre sentir, pensar e agir. Este é um processo que contribui para o desenvolvimento sócio emocional de todos que fazem parte de processo educacional.

Aprofundar os estudos sobre a BNCC foi outra ação formativa que a equipe se dedicou e continuará se dedicando ao longo do ano. Fomos (e ainda voltaremos) a São Paulo bimestralmente. Trocamos conhecimentos com diretores de outras escolas brasileiras e aprendemos com pesquisadores argentinos que se dedicam ao estudo de didática das diferentes áreas acadêmicas.

Conhecer outras realidades educacionais e escolas inovadoras favorece nossa reflexão sobre o que fazemos, ajudando-nos a perseguir cada vez mais a excelência em nossa prática. Este ano, visitamos Boston (EUA), participamos de um mini-curso em Harvard sobre as pesquisas desenvolvidas pelo Projeto Zero, que é considerado uma fonte intelectual que alimenta a investigação sobre a complexidade dos potenciais humanos: inteligência, compreensão, pensamento, criatividade, ética, pensamento interdisciplinar e multicultural. Visitamos, também, diversas escolas que são orientadas pela equipe de Harvard e que possuem, como afirmamos, um currículo inovador.

Por fim, participamos do BETT Educar, maior congresso de educação do Brasil e do Educo – tendências pedagógicas. Os dois congressos estão voltados para o que há de mais atualizado no campo educacional a nível mundial. Voltamos de lá certas de que estamos oferecendo aos nosso estudantes as mais inovadoras ações pedagógicas.

Por isso, nos despedimos do primeiro semestre de 2019 orgulhosos de todo o empenho demonstrado por nossa equipe, que participou intensamente dos vários eventos oferecidos dentro e fora de nossa escola. Nos despedimos do semestre orgulhosos das realizações concretizadas dentro e fora das salas de aula, por meio dos projetos e das atividades permanentes, desde a educação infantil até os anos finais do fundamental. Também nos sentimos orgulhosos pelos resultados já alcançados nos processos de aprendizagens de nossos estudantes, que se mostram cada dia mais protagonistas em seus aprendizados.

Contudo, nos despedimos inquietas, pois nossa sede pela excelência é o que nos move! Estamos cientes de nossas conquistas, mas sabemos que é possível fazer mais, fortalecendo nossa identidade enquanto uma escola inovadora e, ao mesmo tempo, acolhedora; que foca em projetos e ações constantes, sem perder sua essência acadêmica; que transforma sonhos de amanhã em realidade hoje.

Uma pausa se faz necessária agora, mas semestre que vem continuaremos em ritmo de aprendizado e crescimento constantes!!

Essa é a Interamérica! Sempre a todo vapor!

Bom julho a todos!


Como desenvolver bons hábitos de comunicação entre pais e filhos?

Como desenvolver bons hábitos de comunicação entre pais e filhos?

 08/11/2019

Uma comunicação saudável e positiva entre pais e filhos tem influência, por exemplo, na educação, tornando mais fácil para estes compreender e refletir sobre o que lhes é transmitido, em vez de focar em ordens e obediência.
Além disso, a relação e a convivência da família também se tornam mais tranquilas, agradáveis e enriquecedoras, o que favorece o bem-estar de todos.
Pensando nesses pontos, podemos nos perguntar: como praticar uma comunicação saudável em família e criar hábitos para favorecê-la no dia a dia?


Mãe, brinca comigo?

Mãe, brinca comigo?

 01/11/2019

Muitos pais se queixam de que, com a carga de trabalho que têm, quando chegam a casa à noitinha tudo que querem é descanso…


Pontualidade: como ensiná-la aos filhos?

Pontualidade: como ensiná-la aos filhos?

 01/11/2019

Entenda desta forma: seus filhos jamais aprenderão a importância de ser pontual se não vivenciarem esse comportamento em casa.

A teoria é muito bonita e necessária, mas se as crianças percebem que os familiares são indulgentes consigo mesmos em relação ao horário, é provável que reproduzam essa atitude quando adultos.


Relacionamento abusivo entre crianças

Relacionamento abusivo entre crianças

 18/10/2019

De uma mãe preocupada: “Percebo que minha filha de oito anos está estressada com uma amiga da escola que não a deixa em paz: não quer que ela converse com outras meninas, liga várias vezes por dia, ameaça de acabar com a amizade se ela lhe desobedecer. Minha filha gosta dessa menina, mas não gosto de vê-la se submetendo a essas exigências. Não sei bem o que fazer, dá vontade de interferir, mas não sei como”.


Juventude e maturidade

Juventude e maturidade

 18/10/2019

Ser jovem deixou de ser uma etapa da vida para se transformar em um estilo de viver. Isso significa que, quando a criança entra na adolescência, ela passa a se relacionar com adultos iguais a ela, ou seja, tão jovens quanto ela. Na questão educativa, esse é um fato complicador. A adolescência é o tempo de amadurecer, mas, se os pais não ajudarem o filho a entrar na maturidade, ele continuará a agir de modo infantilizado.


Como são os “novos valores” no mundo atual?

Como são os “novos valores” no mundo atual?

 11/10/2019

Faço uma singela reflexão sobre o quão importante é a educação para os sentimentos nos dias atuais. Na escola, ouvimos com frequência pessoas com dúvidas inerentes aos “novos valores” no mundo atual. Ao que se parece...


O poder transformador da Educação

O poder transformador da Educação

 11/10/2019

Em cada um de nós existe muito dos vários educadores que por nós passaram. Os aprendizados vão muito além dos conteúdos atribuídos a uma grade curricular. Os conhecimentos e vivências são de uma relevância que carregamos para a vida. Vão desde um olhar empático de um professor, a firmeza do outro, mas que fez a diferença ao acreditar no seu potencial quando nem às vezes você mesmo acreditava.


Aprender com os filhos é possível? Veja como acontece essa troca

Aprender com os filhos é possível? Veja como acontece essa troca

 04/10/2019

Os pais preocupam-se com a aprendizagem cognitiva, cultural e socioemocional dos seus filhos, buscando meios para favorecer o seu desenvolvimento. Contudo, em razão de suas diversas responsabilidades cotidianas e do foco que mantêm na família, os pais acabam não percebendo que podem aprender com os filhos.


De quem: crianças ou adultos? Faltam limites?

De quem: crianças ou adultos? Faltam limites?

 27/09/2019

  Faltam limites? De quem: crianças ou adultos?   por Marcelo Cunha Bueno*   Muitas famílias me procuram para conversar a respeito de limites e de uma tal de “agressividade” infantil. Trazem os mais diferentes relatos de espancamento, cusparadas, mordidas e [...]


Aprenda como trabalhar a autonomia na adolescência

Aprenda como trabalhar a autonomia na adolescência

 27/09/2019

A autonomia é uma das características mais importantes no desenvolvimento dos filhos. Ela representa a independência e responsabilidade que o indivíduo terá quando crescer e, por esse motivo, é necessário incentivá-la ao longo dos anos. Trabalhar a autonomia na adolescência pode ser a chave para um mundo com pessoas mais decididas e seguras de si.